Por: diario | 13/02/2018

Iniciou em Ituporanga a fase de construção das seis casas modulares conseguidas por meio da Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil Estadual.

As enxurradas de junho de 2017 afetaram sete famílias no Loteamento Frei Jerônimo, no bairro Gabiroba, em Ituporanga e as mesmas tiveram as residências interditadas definitivamente, devido a uma movimentação de terra.

O município foi contemplado com os kits casa modular, sendo que a Administração fez a doação dos lotes e de toda a infraestrutura necessária como rede de água, luz e esgoto. O local escolhido para as construções foi o bairro Vila Nova no Loteamento Lucinda Sá Schumacher. O local é seguro, livre de enchente e de deslizamentos de terra.

Cada casa modular possui 42,81 m², com sala e cozinha integrada, dois dormitórios, banheiro, além da área de serviço externa. A fundação das unidades é feita no modelo “radier” que é um tipo de fundação que se assemelha a uma placa ou laje que abrange toda a área da construção e as mesmas recebem as cargas dos pilares e paredes da estrutura.

Para o Coordenador Municipal de Defesa Civil de Ituporanga, Adelar José dos Santos, a principal meta na hora da retirada das famílias, era a segurança e a preservação da vida das pessoas que moravam lá. “Lá é um local de risco e houve uma movimentação de terra, o que poderia colocar as casas todas abaixo e por em risco a vida dos moradores”, relatou.

Adelar explicou que não foi uma ação preventiva, mas sim de emergência, pois devido às enxurradas houve a queda de barreira naquele local. “Houve essa queda no fundo das sete casas e foi onde interditamos para tirar as famílias. E como lá é um local de risco a gente preferiu interditar definitivamente e dar um local pra essas famílias morarem”, completou.

“É uma alegria saber que participamos ativamente para a conquista do sonho dessas famílias que agora terão uma casa para morar em local seguro e livre de enchente. Lutamos, pleiteamos e conseguimos mais essa conquista pela qual havíamos nos comprometido”, comentou o prefeito de Ituporanga, Osni Francisco de Fragas. De acordo com ele, a construção dessas casas representa o esforço de toda a equipe para resolver a situação dessas famílias.

Àrea de lazer no Loteamento Frei Jerônimo

O local onde as casas estavam construídas no Loteamento Frei Jerônimo será transformado em uma área de preservação com plantio de árvores nativas e a construção de uma área de lazer para a comunidade, uma parceria entre as secretarias municipais.

“A gente preferiu por ocupar aquele espaço, para evitar que outras pessoas comecem a construir e habitar o local novamente. Será feita uma área de lazer para o pessoal do bairro, e na área que foi mais afetada, vamos reflorestar com plantio de árvores nativas, até mesmo para começar uma área de preservação”, enfatizou Adelar.

De acordo com ele, os próprios moradores serão os fiscais para que ninguém construa nada no local.

Instalação de Semáforo temporizador

Os vereadores Marcelo Machado (PP) e Almir Schaffer (MDB), apresentaram em conjunto uma indicação solicitando que a instalação de um semáforo com temporizador, semelhante aos recém-instalados no município, na Esquina das ruas Emílio Altemburg com a Governador Jorge Lacerda, no Centro próximo às Empresas Nico Automóveis e Supermercado Hinghaus.

Durante o uso da palavra, o vereador Marcelo Machado comentou que há cerca de duas semanas esteve na Prefeitura e ficou sabendo que a licitação para a aquisição de dois novos semáforos já aconteceu e mais dois pontos devem receber os equipamentos nos próximos dias.

Machado destacou que as sinaleiras na Jorge Lacerda e a que fica em frente ao Supermercado Albino serão sincronizadas. Ele disse que somente na Avenida Jorge Lacerda transitam cerca de cerca de 12 ml veículos todos os dias e que o ideal seria que os motoristas, principalmente os de Ituporanga, utilizassem mais as ruas Tenente Jacob Filipi e a Presidente Nereu.

Elisiane Maciel