Por: diario | 04/05/2017

Os fármacos que são utilizados no tratamento de doenças que acometem as pessoas trazem muitos benefícios à saúde humana, mas também podem ser vilões quando não se dá a devida atenção a eles. Para que más práticas inerentes aos remédios sejam minimizadas em Rio do Sul, a Secretaria Municipal de Saúde (SMS) iniciou em outubro de 2016 uma importante campanha de conscientização e, agora, seis meses depois, a “Rémedio é Coisa Séria” ganhará um novo impulso através de ações junto à comunidade.

Além da SMS, o Lions Clube Rio do Sul – Bela Aliança também está engajado na campanha, que já instalou diversos postos de coleta de medicamentos vencidos em pontos estratégicos da cidade. Agora, está prevista uma mobilização na região central, no próximo sábado (6), através de um pedágio informativo para orientar a população sobre o destino que se deve dar aos medicamentos, formas de armazenamento e os perigos das automedicação.

A secretária da SMS, Sueli de Oliveira, destaca a importância da destinação adequada aos medicamentos, para que não haja prejuízos à natureza. “O descarte de remédios de forma inadequada acaba poluindo o meio ambiente. Medicamentos não podem ser jogados no lixo comum, para isso temos que criar na nossa população o hábito de levar esses itens nos pontos de coleta que existem no município”, afirmou.

A diretora de assistência farmacêutica e responsável pela mobilização, Paola Sofka, comentou que as pessoas tomam medidas irresponsáveis no descarte apenas por desinformação. “Grande parte da população ainda descarta medicamentos no lixo comum ou no vaso sanitário por falta de conhecimento. Remédio é um produto químico, se você colocar no vaso sanitário, aquilo vai para a estação de tratamento, aonde não se dá fim nesses fármacos e isso acaba retornando para nossas casas”, alertou a farmacêutica.

Paola ainda chama a atenção para o pioneirismo do município em tratar desse assunto de forma aberta, junto à comunidade. “Eu costumo dizer que Rio do Sul sai na frente com essa iniciativa, realmente a título de orientar e promover a educação na saúde”, disse a diretora.

Além da poluição ao meio ambiente, outros pontos serão abordados na ação. A automedicação é um grande risco à saúde e infelizmente é praticada nos lares brasileiros indiscriminadamente. O uso inadequado de medicamentos pode causar desde uma reação alérgica, até uma intoxicação leve e dependência, além de mascarar alguns sintomas de doenças mais graves. A intoxicação é outro risco iminente e suas principais causas são o excesso de ingestão do remédio, a falta de conhecimento, a facilidade do acesso nas drogarias, falta de comunicação com o médico e a ingestão de fármacos vencidos.

 

Dia nacional

O dia 5 de maio é lembrado por ser o Dia Nacional do Uso Racional de Medicamento. A data foi criada para alertar a população quanto aos riscos causados pela automedicação. O objetivo é ressaltar o papel do uso indiscriminado de medicamentos e a automedicação como principais responsáveis pelos altos índices de intoxicação por remédios.

 

Parceiro

A parceria com o Lions Clube Rio do Sul – Bela Aliança iniciou ano passado e será renovada anualmente. O clube, além de colaborar com o fornecimento de materiais de publicidade da campanha, também auxiliará na ação deste sábado com voluntários para orientar as pessoas.

Airton Ramos


Rio do Sul recebe seminário de educação

[VÍDEO] Modelo de Taió estrela comercial da Renner

Divulgada programação da Festa do Leite

Mandados são cumpridos no Alto Vale