Por: diario | 25/07/2017

Hoje é celebrado o Dia Internacional do Agricultor Familiar, e no dia 28 o Dia do Agricultor. As homenagens já acontecem desde o fim de semana em diversas cidades do Alto Vale, em eventos como a Festa da Colheita (Fecol), em Agrolândia, e a Agro Vale, em Rio do Sul.

Na noite de ontem, foi a vez da Câmara de Vereadores de Rio do Sul expressar sua gratidão aos homens e mulheres do campo, através da Comenda do Mérito Agropecuário Francisco Frankenberger. No plenário da Casa de Leis foram concedidas honrarias para cinco agricultores.

Como Agricultor Destaque, Vili Valiati foi condecorado e como Agricultora Destaque Sheila Cristina Grein Valiati. Como Agricultor Jovem, Joel Cruz. A Agricultora Mais Idosa, Olinda Schneider, já o Agricultor Mais idoso, Ottilio Moretto foi homenageado.

Estiveram presentes na oportunidade diversas autoridades do município. O presidente da Câmara Municipal Francisco Goetten de Lima (PP) falou sobre a importância da atividade agrícola e do reconhecimento das pessoas que nela atuam.

“Estamos homenageando a importância do agricultor na economia de nossa cidade, também a sustentação e continuidade do agricultor desenvolvendo a atividade agrícola”, ressaltou o presidente.
Os agricultores que recebem a Comenda são eleitos através da indicação feita pelo do Conselho Municipal de Desenvolvimento Rural de Rio do Sul (CMDR), que observa para a escolha dos homenageados características pontuais para a manutenção da atividade rural.

A idade mais avançada, coroando o agricultor que permaneceu na agricultura durante toda sua vida; a menor idade, entre 18 e 35 anos, encorajando o jovem agricultor a permanecer na agricultura; e, para a honraria principal, a adoção de novas tecnologias e modernização de conceitos já existentes, a adoção de práticas de conservação ou atividades com impacto ambiental reduzido, a busca por formação profissional e a atuação na manutenção, valorização e divulgação dos aspectos culturais da agricultura rio-sulense, além do destaque por produtividade e defesa da categoria.

Goetten enalteceu as escolhas como representantes das pessoas que movem este setor tão relevante para o Alto Vale do Itajaí e também para o Brasil. “São representantes de todos os agricultores da nossa região. Apesar do Alto Vale não ter um foco totalmente agrícola, cerca de 10% [da economia], mas tem tudo o que gera em torno do agricultor, fomenta muito o mercado”, observa o presidente da Casa.

Este evento serviu também para destacar a importância da manutenção da atividade agrícola e sua expansão entre os jovens, como diz Goetten. “Nós temos que fazer com que o jovem agricultor continue junto na agricultura, desenvolvendo a agricultura, por isso a importância de agregar valor e do Poder Público contribuir porque nosso futuro, nós e nossa vida depende do agricultor”, concluiu o presidente.

Airton Ramos