Por: diario | 26/01/2019

Com o rompimento da barragem em Brumadinho, Minas Gerais, na tarde de sexta-feira (25), a Corporação dos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio acompanhou a evolução da tragédia e se colocou a inteira disposição para possível deslocamento de equipe, através de contatos realizados com o Comando do Corpo de Bombeiros de Minas Gerais.

Na tarde deste sábado, ocorreu uma mobilização na cidade de Indaial com outras unidades de Bombeiros Voluntários, afim de traçar estratégias sobre o deslocamento das equipes de SC.

Deslocaram-se 28 bombeiros de sete corporações, sendo que de Presidente Getúlio foram quatro bombeiros, um médico do município de Pinhal da Serra – RS que também é bombeiro voluntário e compõe a equipe de Resposta a Situações de Emergências e Calamidades Públicas dos Bombeiros Voluntários de Presidente Getúlio e mais três integrantes, sendo que dois deles atuaram no desastre do morro do Baú, em Ilhota no ano de 2008.

Os bombeiros voluntários irão percorrer 1,1 mil quilômetros até chegar a Brumadinho. O Comandante da Operação é o Comandante Evandro Vinotti da Corporação de Indaial e o Subcomandante da Operação é o Comandante da Corporação de Presidente Getúlio, Amarildo Molinari.

Lá as equipes irão trabalhar em cooperação com a Associação de Bombeiros e Equipes de Resgate Voluntários do Estado de Minas Gerais (Volunterminas) e Defesa Civil. A previsão inicial é permanecer sete dias na região do acidente ajudando nos trabalhos de resgate e salvamento.