Por: Guilherme Reginatto | 22/01/2019

O Flamengo chegou a um acordo para renovar o contrato de Diego. Isso é bom ou ruim? Há quem diga que o meia não vale R$ 600 mil por mês, já que talvez seja reserva. Eu discordo. Abel já deixou claro que deverá usar dois times, ambos precisam ser competitivos, nesse contexto Diego ajudará e muito! Além disso, quanto custaria ao clube trazer um jogador do nível do camisa 10? Além do salário, um bom valor para a compra. Não valeria a pena. Ademais me parece que Diego está muito a fim de ficar. Teve uma ótima proposta do Orlando City e recusou. Quer vencer no Flamengo, entende que ainda pode contribuir com um projeto que sonha alto, ir para o Orlando City seria assinar a aposentadoria. Não é o perfil de Diego, não hoje.

Deprimente

É chato falar isso. Sou entusiasta do esporte estadual, acho importante valorizar o que é daqui, entretanto o Campeonato Catarinense de Futebol está triste de ver. Assisti ao jogo entre Joinville e Avaí, sério, foi osso. Talvez seja porque a temporada está só começando, ok, vou dar um desconto, mas a qualidade do jogo foi baixíssima. O gramado da Arena Joinville também não ajudou. Foi um festival de passes errados, jogadas inconclusivas, defesa batendo cabeça e tudo aquilo que os estaduais são capazes de nos proporcionar.

Pratas da casa brilhando!

Sempre escrevo aqui sobre a temporada fantástica que fez o paratleta da natação Bruno Becker da Silva no ano passado, o representante de Rio do Sul agora está em São Paulo sendo monitorado pelo Comitê Paralímpico Brasileiro. Os treinamentos de Bruno e do treinador Alan Hellbock vão até o dia 26. Além dele, três atletas do tênis de mesa de Pouso Redondo receberam a convocação para a seletiva de base da seleção brasileira. Ana Clara Peters, Nataly Ribeiro e Laira Silva estão na briga pra representar o país no Sul-Americano. A seletiva será em São Paulo de 1º a 4 de fevereiro, boa sorte meninas!

Alto Vale na Globo

No fim de semana quem assistiu o Esporte Espetacular na Globo pôde ver na telinha atletas do Alto Vale brigando na Copa América de Downhill. Um deles já é bastante conhecido, tô falando do Lucas Borba de Ibirama, o garoto é uma fera e só não chegou à final da competição porque foi derrubado na semi em uma curva. De Ibirama, além do Lucas, mais três atletas competiram. No feminino, Bruna Ulrich e Ana e também o Nataniel Gioacomozzi no masculino. O grande destaque, no entanto ficou por conta de Beto Jurk, o rio-sulense que está retomando a carreira no esporte chegou as quartas de final, belíssimo resultado.