Por: Guilherme Reginatto | 26/02/2019

Como é bom ver gente importante do futebol mundial que não adere ao politicamente correto. Guardiola acabou de vencer a Copa da Liga Inglesa sobre o Chelsea, mas quando perguntado que o Manchester City está pronto pra vencer a Champions, o treinador foi enfático, disse que não e que o time precisa evoluir ainda mais se quiser conquistar a Europa. Sinceridade é tudo!

Vai fazer falta

Ontem o jornalismo esportivo foi pego de surpresa com a notícia da morte de um dos ícones da área. Roberto Avallone vai fazer muita falta. Já não estava mais em evidência, é verdade, mas quem não lembra do programa esportivo na TV Gazeta em que ele apresentava de forma irreverente com jargões como: “no pique” e “interrogação”, este último dito sempre após uma pergunta. Eu mesmo costumava imitar Avallone no colégio, era uma referência. Ele se foi aos 72 anos vítima de uma parada cardiorrespiratória.

Negócios da China

Vender jogadores jovens e com status de promessa é fácil, difícil é negociar bem um jogador que custa caro e não está nos planos do treinador. Preciso tirar o chapéu para a direção de futebol de Palmeiras e Flamengo por terem conseguido vender Deyverson (a venda pode não se concretizar pois depende do “sim” do jogador) e Henrique Dourado com lucro! No caso de Deyverson o lucro do verdão poderia ser de até 7 milhões e EUROS! Porém parece que o atleta não quer sair. Como diz a turma da internet: já compramos tanta coisa ruim da China que estava na hora de dar o troco! Rsrs

Se a moda pega?

Ele só não vai ser o meu “DESCE” porque tem outro ainda pior. Kepa, goleiro do Chelsea, recebeu a ordem de seu treinador para ser substituído na final da Copa da Liga Inglesa diante do Manchester City, o jogo ia para os pênaltis e o goleiro se recusou a sair. Pela regra, se o jogador não quiser sair, a substituição não acontece e o jogo segue. Pois bem, o fato irritou demais o técnico Sarri que quase abandonou a partida. Para o azar de Kepa o time dele foi derrotado nos pênaltis, se tivesse ganho com o goleiro sendo herói a história seria outra. Já pensou se a moda pega?

Ainda bem!

A CBF propôs aos clubes que estes só pudessem trocar de treinador apenas uma vez durante todo o campeonato brasileiro. Ainda bem que a medida não foi acatada. Sou contra o jogo das cadeiras dos técnicos, mas sou completamente a favor da liberdade de gestão. O clube deve ter preservado o direito de tomar a decisão que bem entender. Se entende que trocar de treinador a cada dois meses é algo bom, ok, fazer o quê? Torço para que clube nenhum demita mais de um técnico durante o campeonato, mas isso precisa acontecer por vontade própria dos dirigentes e não por imposição da confederação.

Beach Tennis

Já escrevi aqui sobre esse esporte e o seu crescimento exponencial. No fim de semana teve campeonato estadual da modalidade em Brusque e um rio-sulense esteve na disputa. Meu amigo Joan Garcia Böhnke (também conhecido como “filho do Pinga” rsrs) formou dupla com Fernando Bacca de Balneário Camboriú e disputou a classe C (categoria de entrada no esporte). Apesar de não ter chegado às finais, Joan, que treina há pouco mais de três meses no Esporte Clube Concórdia saiu satisfeito com a experiência e motivado pra seguir evoluindo nesse esporte. A competição reuniu mais de 280 atletas em várias categorias, certamente nas próximas teremos mais representantes da região na briga pelo título.