Por: Elisiane Maciel | 26/07/2018

Respeito é o princípio básico para uma boa relação, seja ela em casa, na rua, no trabalho. Um chefe que não respeita o funcionário, um filho que não respeita a mãe, um motorista que não respeita o trânsito, são exemplos de casos infelizes que acontecem no dia-a-dia.

O respeito é a base de uma família. O que se torna um filho que não respeita a mãe? Ou o que se torna o filho que não aprendeu o que é ter respeito em casa? O respeito é uma atitude que favorece que as relações interpessoais sejam adequadas e satisfatórias. Além disso, o respeito é a atitude necessária para conviver sem conflitos, aceitando as diferenças entre as pessoas.

No trabalho, o respeito deve ser uma via de mão dupla. Recíproco. Onde o líder ou chefe, deve dar respeito e ao mesmo tempo recebê-lo do colaborador. Há algum tempo fiz colunas sobre chefes e líderes e também sobre se impor, mas vou voltar um pouco nesse assunto falando da parte do respeito. Que é extremamente necessário para uma relação básica e boa. Críticas em locais de trabalho, puxões de orelha, pontos em que se precisa melhorar, são obrigações que qualquer patrão precisa exigir. Mas tudo com muita educação.

Respeito é um assunto amplo, que envolve diversas vertentes comportamentais. Ninguém é obrigado a receber arrogância. A ser tratado com “os pés”. A ter que enfrentar grosserias. Todo mundo merece um bom dia, um boa tarde. Um sorriso. Afinal, problemas existem, mas não todos os dias do ano não é mesmo? São atos simples que mudam toda uma rotina, que mostram que a pessoa tem valor. Não vai cair a boca ou dente, ou lábio de ninguém se sorrir. Vai mostrar que a pessoa tem valor. A partir do momento que atitudes simples são adotadas, o local de trabalho passa a mudar também.
Chefes, maridos, colegas, pessoas desconhecidas, que gritam, te ofendem, te minimizam, te fazem desistir de si mesmo, dizem que seu potencial é baixo, te fazem passar por situações constrangedoras, que são grossas, te tratam com estupidez, precisam de distância! Respeitar o outro é perceber que cada pessoa tem direito de escolher ser quem ela realmente é, na sua forma de pensar, de opinar, de sentir, de agir e inclusive nos seus gostos e preferências de vida. Portanto, se cada pessoa tem o direito de ser quem ela decidir ser, ninguém mais tem o direito de opinar, nem de decidir sobre a outra pessoa.

Gente, sem respeito não somos nada! Não permita que ninguém te tire o respeito. Que ninguém te trate com falta de respeito. Você é um ser humano abençoado por Deus. Não deixe que pisem em você ou te façam pensar que você não é capaz. Faça com que as pessoas respeitem seus ideais. Defenda suas ideias. Revide a arrogância e superioridade que alguns demonstrarem a você. Cada pessoa com sua particularidade tem seus adjetivos. Seus pontos fortes. Valorize isso de você. Não deixe que alguém te falte o respeito ou te diga que você não e capaz. Ou que teu trabalho não vale nada. Se valorize. Imponha respeito. Espalhe respeito. O mundo melhor começa por essas pequenas atitudes que fazem toda a diferença. Finalizo com uma citação de Pedro Chagas Freitas: “A falta de respeito é o problema do mundo. Respeito por mim, por ti, pelo cego que canta e pede esmola, pelo gato vadio que se atravessa numa estrada. Já não há respeito. Já não há respeito porque tudo deixou de nos dizer respeito. É tudo distante, é tudo lá – e nunca cá”.