Por: Cláudio Prisco Paraíso | 26/02/2019

Foi muito bem o ministro da Saúde, Luiz Henrique Mandetta, ao visitar e conhecer, ontem, pessoalmente a precária situação do Hospital Regional de São José, um dos maiores do Estado. Sem meias palavras, ele afirmou que realmente a unidade precisa de melhores equipamentos e “melhor equilíbrio financeiro.” O titular da Saúde anunciou a liberação de R$ 30 milhões para 43 cidades, dinheiro a ser aplicado em hospitais e unidades. E elogiou a organização técnica e política de Santa Catarina, que permitiram a habilitação dos processos junto ao Ministério da Saúde. “É o primeiro Estado a fazer as habilitações”, revelou Mandetta.

Maravilha. Agora espera-se que realmente os recursos cheguem aonde precisam chegar. Que não seja apenas mais um aceno de Brasília.

O ministro da Saúde foi o primeiro ministro do governo Jair Bolsonaro a cumprir agenda no Estado.

Condicionante
Na semana passada, depois que o próprio presidente da República foi ao Congresso entregar o projeto da Nova Previdência, criou-se a expectativa de que nesta semana que antecede o Carnaval a matéria já começasse a tramitar, a ser discutida. Mas não será. Deputados e senadores já deixaram bem claro que a proposta só começará a ser analisada após o Planalto enviar o projeto que mexe no sistema de seguridade dos militares. Os dois projetos vão andar paralelamente no Congresso Nacional.

Vizinhança
Outro ponto que ajudou a emperrar toda essa negociação é a situação gravíssima da Venezuela, que acabou concentrando as atenções do governo e do próprio Legislativo federal.

Mobilização do ICMS
Preocupados com o impacto dos decretos que cortam incentivos fiscais, empresários de Itajaí e entidades do setor produtivo se reuníram, na última sexta-feira, dia 22, com o prefeito Volnei Morastoni, que promoveu o encontro. Líder do governo na Alesc, deputado Onir Mocellin (PSL) também participou.

Revisão
Ficou acertado a criação de um grupo e a solicitação de audiências com o governador Carlos Moisés, o presidente da Alesc, Júlio Garcia e com o grupo de trabalho criado para revisar os incentivos fiscais.

Escalada
Durante o encontro, os empresários do comércio exterior alertaram sobre um cenário crítico para a economia de Itajaí e de Santa Catarina caso o Estado mantenha o corte de incentivos. Lembraram que o instrumento gerou aumento na arrecadação de ICMS de R$ 6,6 milhões em 2006 para R$ 51 milhões em 2017.

Memória
Conselho Nacional das Fundações de Apoio as Instituições de Ensino Superior e de Pesquisa Científica e Tecnológica (Confies) esteve reunido na UFSC, com a participação de cerca de 30 integrantes de 10 fundações de apoio da região Sul e do presidente do Confies, Fernando Peregrino. Na abertura dos trabalhos, o ex-reitor da UFSC Luiz Carlos Cancellier foi lembrado e homenageado pelo presidente do Confies: “Não podemos esquecer este passado para que não se repita nunca mais”, disse Peregrino.

Pavan e Piriquito
Nas rodas de conversa de Balneário Camboriú, se especula que dois ex-prefeitos da cidade, Leonel Pavan (PSDB)e Edson Piriquito (MDB) poderiam estar juntos, no mesmo projeto, na eleição municipal de 2020.