Por: Cláudio Prisco Paraíso | 23/01/2019

Criadas em 2003, logo no começo do primeiro governo de Luiz Henrique da Silveira, as Secretarias de Desenvolvimento Regional, não existem mais. Transformadas em agências, reduzidas de 36 para 21, e esvaziadas financeiramente por Raimundo Colombo, elas foram alvo de decreto do governador Moisés da Silva. E estão extintas.

Evidentemente que a desativação efetiva ainda deve levar alguns meses. A decisão, histórica, preocupa prefeitos e foi pauta da reunião entre o governador e o novo presidente da Fecam, Joares Ponticelli, prefeito de Tubarão. Uma central de atendimento aos municípios está sendo criada. Será vinculada à Casa Civil para dar andamento burocrático aos convênios entre as cidades e o Estado de Santa Catarina.

São mais de 400 contratos, que devem ser olhados com lupa a partir de agora antes do prosseguimento dos repasses. Luiz Henrique fez história. Muito mais política do que administrativa. Moisés está começando a sua história. Muito mais pelo viés da gestão do que pela articulação política!

Novo desembargador
Tomou posse no Pleno do Tribunal Regional Eleitoral de Santa Catarina, na classe de juiz federal, o desembargador federal Celso Kipper. É a primeira vez que um desembargador federal integrará o Tribunal, fato que ocorre devido à descentralização do Tribunal Regional Federal da 4ª Região.
A sessão solene foi conduzida pelo presidente do TRE-SC, desembargador Ricardo Roesler,

Orgulho
Santa Catarina tem um dos cinco pesquisadores de turismo do Brasil com bolsa Nível 1 do CNPQ, Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico. Comprovando a vocação latente do estado para este setor, o pesquisador da Univali, professor Francisco Antônio dos Anjos alcançou este importante reconhecimento defendendo um trabalho sobre a Avaliação da governança do turismo de Santa Catarina. A notícia foi divulgada na segunda semana de janeiro e vem sendo comemorada pelo meio acadêmico do estado. Atualmente menos de 1% do PIB brasileiro é investido em pesquisa científica, o que afunila ainda mais as possibilidades de uma área tão especifica ganhar espaço neste universo que embasa ações práticas eficazes.

Distância
Jair Bolsonaro por enquanto não deu ouvidos, mas militares do governo estão aconselhando o pai a manter os filhos longe do Planalto. Gente experiente considera que os três podem trazer mais complicações para Bolsonaro e o próprio governo.

Teste de fogo
Os vetos do governador Moisés da Silva a projetos aprovados na Alesc no fim do ano passado serão um belo teste para identificar que tamanho tem a atual base de apoio do governo.

Atuante
Deputado eleito e diplomado Felipe Estevão ainda nem assumiu o mandato, mas vem demonstrando grande capacidade de trabalho e energia. Ele tem mantido agendas políticas e administrativas de domingo a domingo.

Quinteto
Aliás, Felipe Estevão integra o grupo de cinco deputados evangélicos na Casa Legislativa estadual. Além dele, Ismael dos Santos, Kennedy Nunes, Jair Mioto e Sérgio Mota.