Por: Cláudio Prisco Paraíso | 01/02/2019

Sondado desde dezembro de 2018 pelo governo federal, o catarinense Paulo Bauer (PSDB) aceitou, ontem, ser o novo secretário especial da Casa Civil para o Senado Federal. Ele assume o trabalho na próxima segunda-feira (4), quando inicia a função no quarto andar do Palácio do Planalto.

Bauer, que encerra o mandato de senador, terá uma série de missões. Será o responsável pela interlocução do Palácio do Planalto com os senadores, buscando a harmonia no relacionamento deles com a Presidência da República, com o ministro da Casa Civil e com os demais ministros de Estado.

Ele também fará o acompanhamento dos trabalhos do Senado; o encaminhamento e apoio às reivindicações dos senadores junto aos Órgãos da Administração Federal e o fornecimento de informações aos senadores sobre as atividades do Governo e das decisões de Bolsonaro.

Frase
“Com a experiência que adquiri na vida pública, nos diversos mandatos que exerci, especialmente no de Senador, espero corresponder às expectativas do ministro Onyx Lorenzoni, de quem sou amigo pessoal há mais de 15 anos, e do presidente Bolsonaro, em quem votei no 2º turno da eleição presidencial e de quem fui colega de bancada por quatro mandatos na Câmara dos Deputados. Esse governo vai dar certo porque o Brasil precisa disso. Vou ajudar com dedicação e empenho!” Senador Paulo Bauer

Despedida
No último dia do atual mandato, o deputado federal João Rodrigues (PSD), participou nesta quinta-feira (31), da solenidade de entrega de duas viaturas, armamentos e munições ao 2ºBatalhão da Polícia Militar de Chapecó, resultado de uma emenda parlamentar de sua autoria, que totalizam R$ 500 mil. Os recursos foram destinados para melhorar a segurança da região. O comandante do Batalhão, Ricardo Alves da Silva, destacou que é a primeira vez que um deputado federal destina recursos para melhoria da segurança.

Responsabilidade
Os deputados Onir Mocellin e Ricardo Alba vão ser os líderes do governo e do PSL na Alesc. Um dos maiores desafios dos dois será construir uma maioria ao Centro Administrativo.

Candidatos
Mocellin e Alba são pré-candidatos a prefeitos em suas cidades, Itajaí e Blumenau. E terão essas posições de destaque para atuar em nome do governo. Alba atuará contra os grupos de Décio Lima e Napoleão Bernardes na cidade do Vale. E Mocellin tentará desbancar o atual prefeito de Itajaí, Volnei Morastoni.

Em tempo
As disputas com vistas às eleições de 2020 estão a todo vapor nos bastidores. Cada nova liderança puxando a brasa para sua sardinha.

Reeleição
O que sabe sobre 2020 é que em algumas cidades, o espaço para lideranças do passado diminuiu. É o caso de Balneário Camboriú, onde os ex-prefeitos Leonel Pavan e Edson Piriquito talvez se candidatem a vereador. Porque ao Executivo, seus nomes não têm mais apelo.