Por: diario | 23/05/2017

A prévia do Índice de Confiança da Indústria (ICI) subiu 1,2 ponto em maio deste ano, comparativamente aos números do final de abril, na série livre de influências sazonais, indo a 92,4 pontos. Os dados fazem parte da Sondagem da Indústria de Transformação de maio, divulgada ontem (22) pelo Instituto Brasileiro de Economia da Fundação Getulio Vargas (Ibre-FGV).

Se as previsões forem confirmadas na versão definitiva do indicador pela FGV, este será o maior Índice de Confiança da Indústria desde os 97 pontos obtidos em abril de 2014 – portanto dos últimos três anos. Segundo os economistas do Ibre/FGV, “a continuidade no avanço da confiança resultaria tanto de melhores avaliações sobre a situação atual, quanto de melhores perspectivas para os meses seguintes”.

A prévia da sondagem de maio indica que, se confirmadas as previsões, o Índice da Situação Atual (ISA) subiria no fechamento da sondagem 1,3 ponto, indo a 89,6 pontos; enquanto o Índice de Expectativas (IE) subiria 0,8 ponto, para 95,2 pontos. Após subir 0,3 ponto percentual em abril, o resultado prévio indica que o Nível de Utilização da Capacidade Instalada da Indústria (NUCI) teria recuado 0,2 ponto percentual em maio, para 74,5%. Segundo a FGV, na prévia de maio foram consultadas 781 empresas, entre os dias dois e 17 deste mês. O resultado final da pesquisa será divulgado na próxima segunda-feira, dia 29.


Últimos preparativos para a Festa do Leite em Presidente Getúlio

Gavazzoni deixa a Secretaria da Fazenda e Colombo lamenta a saída

Expedição repleta de aventuras contempla Serra Mirador

Falece ex-vereador de Mirim Doce, Eugênio Goetten de Lima