Por: diario | 04/09/2013

A travessia sobre o Rio Itajaí do Sul, no centro da cidade, deve ser inaugurada em novembro. A obra está orçada em R$ 5 milhões.

Aline Kummrow

A ponte que está sendo construída em frente a igreja matriz de Ituporanga promete desafogar o trânsito da área central do município, além de desenvolver o outro lado da cidade, que é dividida pelo Rio Itajaí do Sul. O investimento na obra deve alcançar os R$ 5 milhões, já que além da ponte, é preciso construir acessos e indenizar terrenos em torno da estrutura. “Essa é uma obra de suma importância para o nosso município. Crescemos apenas de um lado do rio, o outro ainda precisa ser mais bem explorado, e acreditamos que com a facilidade do acesso central isso vai acontecer”, explicou o prefeito, Arno Zimmermann.

O investimento, projetado pela administração anterior e executado pela atual, vai oportunizar ainda o desenvolvimento do turismo religioso já que a ponte deve facilitar o acesso a Gruta Nossa Senhora de Fátima, uma das principais atrações turísticas da Capital da Cebola. “Estamos prevendo recursos para a revitalização da gruta, já que o turismo religioso é o que mais cresce no Brasil. Enfim, essa ponte vai promover o desenvolvimento demográfico de uma região que estava perto do Centro, mas ao mesmo tempo longe”, ressaltou Zimmermann. Uma parte dos recursos para a execução da obra, cerca de R$ 3,5 milhões, é proveniente do governo federal, através do Ministério da Integração Nacional e Defesa Civil. A contrapartida da prefeitura deve chegar a R$ 1,5 milhão. A inauguração da ponte está prevista para novembro.

A revitalização da Gruta Nossa Senhora de Fátima é uma parceria com o deputado federal Rogério “Peninha” Mendonça (PMDB) no valor de R$ 500 mil.

Outro investimento que promete mudar a vida dos ituporanguenses é a construção do Parque da Cidade, um grande centro de lazer para a comunidade. No terreno, localizado ao lado do Ginásio de Esportes Henrique Holetz, de mais de 2 hectares, devem ser construídas pistas de skate, atletismo, espaço para prática de esportes como vôlei, dois campos de futebol suíço com grama sintética, área de caminhada, ciclovias e ainda uma academia de ginástica. “É um espaço que vai contar com uma série de opções de lazer para todas as idades. Já temos R$ 600 mil garantidos do Ministério do Turismo e a deputada federal Luci Choinacki (PT) nos garantiu uma emenda no valor de R$ 1 milhão, além de uma verba de cerca de R$ 600 mil do governo do estado. Estamos elaborando o projeto para apresentar à Caixa [Econômica Federal], nossa estimativa é que o investimento nesse espaço seja de mais ou menos R$ 3 milhões”, ressaltou o prefeito.

Conquistas na mala 

Em viagem recente a Brasília, o prefeito de Ituporanga, Arno Zimmermann, garantiu orçamento para a construção de uma agência do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS) na cidade. Devido ao orçamento reduzido do Ministério da Previdência Social, o deputado Peninha se comprometeu a destinar R$ 500 mil da sua cota pessoal. O terreno em que será erguida a agência já foi doado ao governo federal, por meio de lei municipal, aprovada na Câmara de Vereadores. “É preciso unir forças pra termos de novo o atendimento do INSS na nossa cidade”, comemorou o prefeito. Desde que o posto do INSS foi fechado, há dois anos, a população da Capital da Cebola e dos municípios vizinhos precisa se deslocar a Rio do Sul para encaminhamento de aposentadorias, licenças e afastamentos, informações, exames e outros procedimentos da Previdência Social. “Além dos R$ 500 mil do deputado Peninha a previdência deve investir ainda mais de R$ 1 milhão nessa agência. Como o processo é moroso, essa é uma obra com prazo para dois anos”, acrescentou.

Ainda em Brasília, Zimmermann visitou o ministro do Trabalho, o catarinense Manoel Dias, que garantiu recursos para o Projovem. De acordo com o prefeito esse é um programa de capacitação a jovens de 18 a 29 anos. “Vamos poder atender em torno de 200 jovens, serão R$ 450 mil de recursos”.

Fechamento da UPA 

Com o fechamento da Unidade Prisional Avançada (UPA) de Ituporanga, em julho, a estrutura foi requisitada para que a prefeitura, em parceria com a Secretaria de Desenvolvimento Regional (SDR), usufrua para abrigar órgãos importantes. “É uma conversa já adiantada, nesse espaço pretendemos abrigar o Conselho da Comunidade, a Central de Atendimento de Penas Alternativas, Conselho Municipal Antidrogas, SDR de Ituporanga e ainda o IGPM [Instituto Geral Perícias Médicas], o que será muito útil não apenas para Ituporanga, como para os municípios da nossa comarca e a própria SDR”, considerou o prefeito ituporanguense.

Zimmermann ainda deixou claro que não teve nada a ver com o fechamento da unidade, embora a prefeitura tenha sido procurada para permutar o espaço do centro com algum local mais afastado. “Essa foi uma decisão do Deap [Departamento de Administração Prisional], nós não tivemos influência, sequer sabíamos disso. O que pedimos é que fosse construído um presídio fora da área central”.

O calo na Saúde 

A Saúde é um problema em praticamente todas as prefeituras, sempre uma coisa ou outra falta. Em Ituporanga a realidade não é diferente, segundo o prefeito Arno Zimmermann o calo é o pronto-socorro. “Mesmo com o nosso repasse mensal ao Hospital Bom Jesus, que é responsável pela contratação de funcionários, ainda estamos com dificuldade no atendimento no período da tarde, faltam médicos. Temos médicos à noite, pela manhã e aos finais de semana, mas à tarde é um problema, eles [médicos] não querem. E isso não é por falta de recurso ou vontade por parte do hospital”, desabafou. A prefeitura de Ituporanga repassa mensalmente R$ 43,8 mil ao pronto-socorro e mais R$ 19 mil de sobreaviso para a maternidade, o que garante um anestesista, um obstetra e um pediatra à disposição da população.

Será que vira realidade? 

O prefeito de Ituporanga está acreditando na promessa assumida pelo governador do estado, Raimundo Colombo, quando em visita a Vidal Ramos, no início do mês, de elaborar pelo menos o projeto de ligação asfáltica entre Ituporanga a Atalanta, isso até o final do mandato, ou seja, final de 2014. “Estamos lutando muito por isso, falando aqui, pedindo lá, lembrando esse ou aquele… enfim, o projeto é meio caminho andado, estamos acreditando nisso”, confessou Zimmermann que diz que quer ver, até final do seu mandato, a ligação asfáltica pronta pelo menos até a Estação Experimental da Epagri. Um trecho de pouco menos de cinco quilômetros.

Perspectiva da agricultura 

A cidade conhecida como a Capital da Cebola, começa a se destacar também na área de grãos. Já são mais de dois mil hectares de soja plantados em Ituporanga, uma cultura que está crescendo cada vez mais em toda a região. “Enquanto o milho está um pouco em baixa, a demanda da soja é crescente. É uma produção altamente rentável e que precisa de pouca mão de obra comparada a cebolicultura. Enquanto uma pessoa sozinha consegue cuidar de 200 hectares de soja, na cultura da cebola é preciso dez trabalhadores para apenas um hectare”, explicou o prefeito, que também é engenheiro agrônomo.

A proposta da secretaria de Agricultura é diversificar as culturas, além da cebola, do fumo, do milho e da soja, há incentivo para a produção de outras hortaliças como beterraba, repolho e cenoura. A piscicultura também é outra área que vem se destacando na região. “É a lei do mercado, o produtor vai atrás do que ele pode ganhar mais dinheiro e nós precisamos acompanhar isso”, finalizou Arno Zimmermann.