Por: diario | 09/06/2017

Durante a enchente no Alto Vale, a Associação Protetora dos Animais Desamparados (Apad) de Rio do Sul forneceu amparo para mais de centenas de animais. Muitas pessoas atingidas pelas cheias deixaram os seus bichos de estimação desamparados e a associação trabalhou para que eles ficassem em segurança. De acordo com a estimativa da Apad, foram mais de 500 atendimentos na última semana.

Cerca de 200 animais estão em abrigos espalhados pela cidade e recebem ração e atendimento veterinário por meio da associação. “Além disso, várias pessoas que tinham perdido o animal de estimação encontraram por causa da Apad, por causa da divulgação”, acrescentou o diretor financeiro da associação, Jailson Losi.

Na página da Apad, milhares de pessoas curtem e compartilham imagens de salvamentos de animais. A comoção, porém, não está sendo suficiente quando o assunto é contribuição. A associação está tentando habilitar um convênio para receber doações via conta de energia.

Os valores são descontados na fatura e variam entre R$ 3 e R$ 50 para pessoa física e entre R$ 5 e R$ 500 para pessoa jurídica. Para conseguir efetivar o convênio é necessário pelo menos 500 assinaturas, mas até agora, com um mês de campanha, a associação só conseguiu cerca de 150.

A Apad ainda tem cerca de 60 dias para atingir a meta, mas a baixa procura tem preocupado os representantes. “Ainda mais porque o valor é baixo, o mínimo é R$ 3 por mês, não é nada absurdo”, comentou Losi. A associação, que é referência em amparo de animais na região, pretende conquistar a habilitação do convênio para depois pensar em valores. “O que importa agora é a quantidade. Depois vamos pensar em ampliar”, comentou.

O maior desafio da associação é o financeiro, de acordo com o representante da Apad. Losi desabafa que as pessoas deixam de pensar na entidade quando é necessário ajudar, mas sempre lembram dela quando precisam.

“Na nossa página tem mais de 20 mil curtidores, mas está sendo difícil conseguir 500 assinaturas. Eles esquecem que precisamos de ajuda para continuar ajudando e quando precisam de ajuda, pedem para nós”, comentou.

Para participar do convênio é necessário ser titular da conta de energia elétrica, preencher o formulário, e entregar em um dos locais parceiros da Apad.

Suellen Venturini