Por: diario | 04/06/2017

A BR-470 e a ligação asfáltica entre os municípios de Rio do Sul e Presidente Getúlio, foram os principais assuntos, na pauta da assembleia realizada pela Associação dos Município do Alto Vale do Itajaí (Amavi), durante a 21ª Expofeira Estadual do Leite, realizada junto a comemoração do aniversário dos 113 anos de Presidente Getúlio.

A assembleia presidida pelo prefeito de Vitor Meireles, Bento Francisco Silvy (PP), contou com a presença de prefeitos da região, dos deputados Milton Hobus (PSD) e Jean Kuhlmann (PSD) e do presidente da União de Câmaras e Vereadores do Alto Vale do Itajaí (Ucavi), Elcio Bonacolsi (PMDB).

A reunião de prefeitos realizada no mês passado em Brasília no Ministério dos Transportes, por melhores condições e a duplicação da BR-470 foi um dos temas trazidos para o encontro da Amavi. “Temos que buscar sim uma condição de reconhecimento da necessidade que nós temos para a BR-470, eu acho que esse é o momento e nós temos que fazer isso”, disse Silvy.

Outro tema que envolveu a questão de infraestrutura para transportes, foi a ligação asfáltica entre os municípios de Presidente Getúlio e Rio do Sul. A obra é uma importante via de ligação para o escoamento de produção, além de ser um acesso mais rápido entre a Capital do Alto Vale e municípios do Vale Norte.

“Na BR-470 nós já fizemos um propósito na reunião da Amavi, que nós iríamos fazer junto com os deputados. Vai facilitar e propor uma condição de trafegabilidade para os municípios de Dona Emma, Vitor Meireles, Witmarsum, Presidente Getúlio e Ibirama”, lembrou o prefeito de Vitor Meireles.

Na assembleia o prefeito de Presidente Getúlio, Nelson Virtuoso (PMDB), explicou a diferença no tempo de viagem e a comodidade que a população terá quando as obras de asfaltamento forem concluídas. “Daqui de Presidente Getúlio até Rio do Sul, dá aproximadamente 20 quilômetros, por Ibirama vai dar o dobro, é difícil fazer esse trajeto, porque a gente pega parte da BR-470 que tem muito trânsito, são muitas lombadas, o acesso não é tão bom, e quando a gente sai por cima em dois toques a gente está em Presidente Getúlio”, falou.

As obras de asfaltamento são realizadas em duas frentes, uma em Rio do Sul e outra em Presidente Getúlio. Os municípios ainda buscam a elaboração do projeto para a pavimentação no topo do trajeto entre as Serras do Tucano e a Serra Itoupava. “Hoje não temos um projeto ambiental, então o objetivo é buscar junto a assessoria da Amavi, para que a gente possa buscar os recursos para o projeto e concluir essa obra tão importante”, concluiu Virtuoso.

Albanir Júnior