Por: diario | 25/07/2019

Há pouco mais de um ano na Fundação Municipal de Desportos (FMD) de Rio do Sul, Alana Amorim já conquistou um marco inédito para Rio do Sul nos Joguinhos Abertos de Santa Catarina. A atleta competiu na tarde desta quarta-feira (24), na prova dos 100 metros rasos e acabou conquistando a medalha de ouro com o tempo de 12s65. Além dela, Yasmin Antunes, também da equipe de Rio do Sul, garantiu ainda o bronze na mesma competição.

Para o técnico Jeferson Bagatoli, a conquista foi muito gratificante e ao mesmo tempo surpreendente. “A gente estava há alguns anos sem conquistar medalha de ouro em provas de pista. O projeto em pista comecei há menos de dois anos e nesse período formar uma atleta para os Joguinhos Abertos não é fácil. Então foi praticamente um casamento, o treinamento, que a gente tentou dar o melhor para el,a com a qualidade genética dela. É uma atleta que tem um talento nato e a gente tentou desenvolver ela da melhor forma para chegar com condições de ganhar uma medalha. Sabíamos que tínhamos condições de brigar mas o ouro foi surpreendente. A gente planejou todo o treinamento ela fez a semifinal forte, já estava ciente de que ia brigar pela prata ou ouro na semifinal e conseguiu ser campeã”.

O técnico disse ainda que a atleta está em terceiro no ranking brasileiro, na prova dos 100 e 200 metros rasos. Ele comentou ainda, que alguns movimentos ainda podem ser melhorados, o que traz mais oportunidades de crescimento no esporte para a atleta. “Ela tem muito talento. Com pouco treinamento ela já se desenvolveu muito bem. É um talento nato mas tem muito que melhorar, a gente percebeu alguns movimentos técnicos que ainda podem ser corrigidos, então é sinal que ela tem muita coisa ainda para buscar. Ela é uma atleta que tem muito futuro”.

FOTO CRS – DAV

Segundo ele, este foi um ganho inédito para Rio do Sul nos últimos 20 anos. “Estou desde 2007 na FMD e nunca nos 100 metros ganhamos ouro. Dos anos 2.000 para cá ela foi nossa única atleta a ganhar ouro nos 100 metros”.

Agora, a expectativa com a atleta continua, já que nesta sexta-feira (26), ela vai competir na prova de 200 metros. “Ela também vai chegar forte e tem muita chance de brigar por medalha”.

O técnico finalizou parabenizando todos os atletas que já competiram nos Joguinhos pelo esforço e também pelos prêmios conquistados. “Quero parabenizar o esforço de todos os atletas de Atletismo. Tivemos duas medalhas na prova do martelo, uma sétima colocação no salto à distância no masculino, então é um orgulho para a FMD termos atletas como eles”.

Outras competições

As duas primeiras medalhas de Rio do Sul nas disputas da 32ª segunda edição dos Joguinhos Abertos de Santa Catarina vieram com os atletas Gabriel Metzger e Fabricio Magnani na prova do contrarrelógio, nesta terça-feira (23). Os representantes da capital do Alto Vale ainda competiram no futebol e xadrez masculino, além do futsal e basquete feminino e tênis de mesa.

Gabriel só não conquistou a medalha de ouro porque Bruno Sandrin, de Chapecó, fez a volta em 16min18s189, dois segundo a menos que o rio-sulense. Já Fabricio ficou em terceiro, com 54segundos a mais que o primeiro. Nesta quarta-feira (24) os atletas voltaram a competir na prova do cross country olímpico, e Gabriel Metzger ficou com o bronze na categoria.

Elisiane Maciel