Por: diario | 05/08/2016

O caminhoneiro Abel da Silva, membro do Partido Progressista (PP) e que já foi vice-prefeito de Chapadão do Lageado foi confirmado pela sigla como pré-candidato nas eleições municipais deste ano. A convenção do partido realizada na último fim de semana também definiu os nomes de vereadores que vão concorrer no pleito. Em entrevista ao DAV, Silva falou sobre coligações, histórico na política e força dos a progressistas em Santa Catarina.

Além de ser vice na gestão do atual prefeito José Braúlio Inácio entre os anos de 2008 e 2012, em duas oportunidades Silva foi o vereador mais votado em uma eleição. A primeira delas em 1996, quando o município teve sua primeira eleição e a segunda em 2004. Em 2000 o progressista chegou a concorrer à prefeitura mais acabou sendo derrotado.

Em relação a coligações, Silva explicou que na convenção do partido, ficou definido que o Partido da República (PR) irá compor a chapa com um candidato a vice-prefeito. “Temos três candidatos a vereador, já a coligação no total tem 12 nomes, mas temos acertado que o PR irá concorrer a vice-prefeito, além disso, temos o PT que também está compondo nossa chapa e que atualmente está na administração do município. Outros dois partidos que também estão na coligação são o PPS e PDT, então temos cinco nomes no total”, falou ele, que disse ainda que o PT terá seis nomes concorrendo ao Legislativo nas eleições.

Atualmente com 137 filiados, Silva acredita que a força do Partido Progressista em nível estadual e nacional pode ajudar nas eleições municipais em Chapadão do Lageado. Ele citou ainda que através de emendas parlamentares a cidade pode receber mais recursos. “Temos o nome do deputado Zé Milton na Assembleia Legislativa e do Esperidião Amin em Brasília que podem nos ajudar, além disso, temos o Jorginho Mello que é do PR e o deputado Décio Lima do PT de Blumenau que ajudou muito nossa cidade e pode continuar ajudando”, comentou.

Em relação a possíveis outras chapas, Abel citou o PMDB que tem Marli Kammers como pré-candidata. Nas eleições em 2012, a peemedebista perdeu o pleito para o atual prefeito José Braulio Inácio por 26 votos.