SC cria quase 2 mil vagas de emprego em abril

Santa Catarina volta a gerar empregos formais em abril após a queda de março. Entre demissões e contratações, o estado teve saldo positivo de 1,8 mil vagas com carteira assinada, segundo dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged), divulgados na terça-feira (16) pelo Ministério do Trabalho. No cenário nacional foram criados 59,8 mil empregos.

No acumulado do ano, o estado criou 24.065 postos de trabalho, diante das 933 vagas perdidas entre janeiro e abril no Brasil. O setor de serviços puxa a criação de novos postos, com saldo positivo de 1.226 vagas. Indústria da transformação (819), construção civil (384) e comércio (327) também tiveram bom desempenho. A agropecuária, que já havia encerrado 3,5 mil postos em março, fechou 1.204 empregos formais em abril.

De acordo com o presidente da Fecomércio SC, Bruno Breithaupt, diferentes indicadores apontam para a recuperação econômica e a consequente melhora nas condições de empregabilidade. “Santa Catarina é um gerador de emprego por excelência devido a sua diversidade econômica. Tivemos um março negativo, com fechamento de 4,6 mil postos de trabalho, mas fevereiro havia registrado o melhor resultado nos últimos três anos. O saldo positivo em abril foi impulsionado pelo setor de comércio e serviços, que já acumulam números positivos em volume de vendas e faturamento no primeiro trimestre”, finaliza Breithaupt.

Segundo a Pesquisa mensal de Serviços (PMS), divulgada pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) na semana passada, o faturamento dos serviços catarinenses teve recuo de 3,3% em março, no acumulado de 12 meses, prejudicado pela queda da atividade industrial e da demanda do governo. Apesar da baixa no setor, o segmento vem se recuperando em uma perspectiva de longo prazo.

Santa Catarina também lidera a recuperação do comércio no primeiro trimestre de 2017. Os resultados de março, apresentados na Pesquisa Mensal do Comércio (PMC), mostram o avanço de 15,2% no volume de vendas – a quinta variação positiva na comparação com o mesmo mês do ano anterior. Somando janeiro, fevereiro e março, o crescimento foi de 10,7%.


Celebração e preservação da história de Rio do Oeste

Rio do Oeste investe R$ 130 mil na construção de rede de esgoto e pluvial

Programa Escola Aberta é lançado em Rio do Sul

PL pretende simplificar o cancelamento de serviços

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *